segunda-feira, 20 de julho de 2009

ESPIRAL

Tânia Espírito Santo 09


Tantas vezes pomos de lado a pessoa que sempre fomos e acreditamos que temos poderes, que nada nos atinge.

Tantas vezes pensamos que temos conosco uma varinha mágica e basta usa-la para que tudo se resolva.

Tantas vezes construímos fortalezas impenetráveis, mas que nada mais são que simples castelos de areia.

Tantas vezes saímos do nosso caminho e perdemo-nos por encruzilhadas pensando que estamos a percorrer o trajecto certo.

Mas afinal, nada mais somos que simples pessoas vulneráveis, que quando chocamos de frente com a realidade encontramos à nossa volta uma espiral, criada pela invencibilidade que erradamente aceitámos.

Tantas vezes precisamos de voltar e acreditar que nos vamos encontrar a nós mesmos lá em cima .


4 comentários:

Anónimo disse...

Eu não estou aqui para te julgar.
Mas parece-me um percurso idêntico a muitos de nós que andamos por aí. E seja lá qual for a fase em que cada um se encontra, o
importante é ter consciência e aprender com cada "degrau" que se
pisa e continuar a subir...e quem sabe?! Mas só assim faz sentido.
Gosto muito da escada que escolheste, tem um efeito espiral melhor que a minha.
(juro que fui lá fora confirmar)

Anónimo disse...

O que descreves resume-se a uma só palavra: VIDA.
Para ti é uma espiral que contorna o teu corpo; para outros pode ser dois pontos a determinar uma recta (independentemente da relação que, num plano, essa recta possa vir a ter com outras).
Bj, R

Tânia disse...

Obrigada ao elogio ao efeito espiral :)
Um outro obrigado ás palavras...
Volta sempre who ever you are ...

Tânia disse...

... e temos que sair da espiral para retornar à VIDA.
Bj R